O João escreve

By Daniela Silva - junho 02, 2017



Não te procurei por desejos abandonados
mas porque eras tu parte do meu corpo,
como um tormento que me abraçava e onde renasci e evitei o sonho nas noites
de dor de uma distância real onde o vento
Em tons de vida e deixei-me enrolar na tua pele, aquela que deixou um rasto de ternura num corpo carente de luz.
soprava, e onde viajei à procura dos silêncios daqueles momentos em que e
sem pressa me abraçaste.
Quero(Te) num tempo que não tenho,
Sinto(-Te) nos sentidos que iluminam
o meu pensamento num caminho que
sem tempo para o tempo que o tempo
loucamente me alimenta a alma.
jamais chegara.
nos dá.
Serão madrugadas de uma partida que jamais chegará.

João

  • Share:

You Might Also Like

14 comentários

  1. Respostas
    1. Oi Talyta, tudo ben?
      Muito obrigada, beijinho

      Eliminar
  2. Respostas
    1. Muito obrigada minha querida.
      E obrigada em nome dele. Vai ficar contente quando ler ^^ beijinho

      Eliminar
  3. Olá Daniela tudo bem???


    Lindo texto, adorei! Parabéns!!!


    Beijinhos;
    Débora.
    http://derbymotta.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  4. Muito bonito! Parabéns! =)
    Beijinhos

    ResponderEliminar