Retrospectiva 2016

By Daniela Silva - dezembro 29, 2016


Pela primeira vez na vida, decidi fazer uma retrospectiva e apesar de o ano ainda não ter acabado, decidi fazer já a minha. Tal como tudo e todos, o ano teve altos e baixos e apesar de os baixos me ensinarem só vou falar deles para dizer que aprendi o seguinte:
  • Nem toda a gente é quem diz ser;
  • Nunca esperar um gesto de bondade dos outros mesmo que seja isso que lhes damos;
  • Não nos arrependermos do bem que fazemos aos outros, por muita ingratidão que se receba;
  • Que quem diz mal dos outros a ti, certamente também fala mal de ti aos outros;
  • A não emprestar o que é  meu aos outros, nem mesmo à minha família;
  • Que a idade também nos ensina.

Neste ano recebi finalmente o certificado do curso de Gestão e também do 12º ano. Estive mais uma vez no CRN e após tantos anos, voltei a fazer piscina. Fiz um grande amigo, o Padre Almiro Mendes que me ajudou com o que precisava e também, foi a pedido dele que ingressei o grupo de jovens. À parte deles, fiz amigos novos, uns que ficaram pelo caminho e outros que se mantém e que certamente vão ficar o resto da vida. Pelo menos, no meu coração irão ficar certamente. Estive com velhos amigos, alguns que não via à alguns anos. Fiz a recolha de donativos para a Liga Portuguesa Contra o Cancro que me fez sentir útil, também pude passear mais pela minha cidade e reencontrar um amigo por acaso. Com a entrada no grupo de jovens pude começar a trabalhar com o que gosto, crianças. E também aprendi que temos muito a aprender, não só com os mais velhos, mas também com os mais novos. E este ano conheci mais duas personalidades conhecidas no nosso país: o Marante e o Zé Amaro! E conheci dois membros da Órquestra Sirilanka o Fernando e o Mauro, mas infelizmente, ainda não são muito conhecidos. Mas já foram à TV, só não têm o conhecimento merecido. Este ano sigo a Casa dos Segredos porque a Carla tem uma doença variante da minha. De início simpatizava imenso com ela, mas revelou ser uma pessoa má. Ainda assim, continuo a seguir, mas acho que uma pessoa como ela não tem de ganhar o programa nem ser levada ao colo como tem sido, só por ter a doença. Ela ainda está bem, por isso é uma vergonha para mim que luto todos os dias para ser vista como igual, que nunca tive benefícios nem os quero, nem a prioridade utilizo!
E pronto, claro que o meu ano foi muito mais que isto, mas acho que foi um bom resumo dele. E vocês, gostam de fazer uma retrospectiva?

  • Share:

You Might Also Like

6 comentários

  1. Acho importante fazer uma retrospetiva, até porque nos ajuda a orientar e a focar nos objetivos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim e também é um excelente exercício de gratidão ☺☺

      Eliminar
  2. Se há um balanço positivo ...excelente!!!
    Bom Ano para si e para os seus familiares e amigos!
    bj

    https://mgpl1957.blogspot.pt/2016/12/a-fe.html

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Todos os temos, mas nem toda a gente para nas coisas positivas porque te amo mensagens mais pequenas que temos, como por exemplo ter um teto procurar quando há pessoas a dormir na rua. Beijinho

      Eliminar
  3. Respostas
    1. Exato. A vida é uma constante aprendizagem. Há quem a valorize e quem não. Beijinho

      Eliminar