Acabei com ele #2 | Skino, Cien e Cala-te e beija-me de Augusto Pinto

By Daniela Silva - junho 23, 2017


Andei a acumular uns produtos terminados, para vos vir falar deles num único post. A verdade é que acabei por acumular também um livro. Começo por vos mostrar esta fotografia minha, para que vejam o batom, pois é dele que vos venho falar.

Pasmem-se, ou não, é da Cien. A marca branca do Lidl, um supermercado em Portugal para quem não é de cá. Para vos ser sincera, ele não acabou, mas partiu-se devido ao calor, duma forma que se desfez mesmo e como eu tenho tanto batom, um do mesmo tom, achei que não valia a pena aproveitar.


Na altura que o comprei, ou melhor, uns dias antes, li uma resenha dele, noutras cores. O que li foi algo negativo, que o batom era muito cremoso e que transparecia muito. Gente, ainda bem que ainda assim o comprei! Porque essa resenha das duas, uma, ou a pessoa não percebe muito do assunto ou o batom não funciona com ela.

Trouxe na cor 12 - Peow Blossom, que como podem ver pela foto é um cor-de-rosa claro, cintilante e que eu amo esta cor, porque acho que fica muito bem em peles mais escuras, como a minha. Eu não acho que ele transpareça, pelo contrário, acho que ele até cobre bem os lábios e a duração é bom. Não é um batom de longa duração, tem de ser reaplicado, mas não acho que saia tão fácil, a não ser que se coma e beba. Tenho um batom mais caro e que nem cinco minutos se aguenta nos meus lábios.

Também não é um batom mate, por isso escorrega um pouco principalmente quando está demasiado calor. Mas não é nada que não se resolva com um lápis de boca ou um primer labial por baixo. Só não compro mais porque tenho mais de 20 batons, dos quais quero acabar primeiro. Mas sim, compraria de novo porque não se pode pedir muito por um batom que custa 2,99€, já ele tem uma qualidade muito boa para o preço!


Eu sei, há muita gente a não gostar das toalhitas desmaquilhantes da Skino, marca branca do Pingo Doce, supermercado português. Mas eu gosto delas e recentemente lançaram estas, que têm água Micelar e assim,vou alternando com a minha água da Garnier.

São húmidas, cumprem bem a função delas e cheiram super bem. As outras toalhitas da marca  custam menos de 1€, estas por serem o que são são mais caras, mas nada exorbitante, 1€ e pouco. Só lhe aponto o mesmo defeito que às outras da marca, a embalagem. Seria muito melhor se a abertura fosse caixa, porque como é acaba por perder a cola!


Da mesma marca, acabei também o tónico facial, para peles secas e sensíveis. E gostei dele. É fresco, é suave, tem um bom perfume a flor de algodão, não tem álcool e por isso não arde, nem mesmo nos olhos que diz para ter cuidado com essa região. Não irrita a minha pele e limpa, porque mesmo depois de lavar o rosto, passo este produto e sai restos de base no disco de algodão. Custa pouco mais de 1€


Quando fiz parceria com a Chiado Editora, falei-vos deste livro, desculpem a imagem estar escura são os filtros, e a editora enviou-mo para falar dele. Fiquei curiosa assim que li a sinopse, fiquei curiosa por questões pessoais e que são outros quinhentos. Enfim, a história dizia-me qualquer coisa a nível pessoal.

Então, quando o recebi fiquem em pulgas a achar que seria uma tortura, mas à medida em que o fui lendo fui percebendo que não tinha a ver com o que eu pensava, mas desenhou-se outros contornos e com os quais me identifiquei, de outra forma, em que a dita Cláudia seria eu e o Xavier, o João.

Eu não vou abrir-me quanto à história porque o livro acabou de ser lançado e eu tenho de respeitar o trabalho do Augusto Pinto e deixar que vocês queiram matar a vossa curiosidade e acabem por o comprar. Mas posso falar-vos por alto, uma espécie de sinopse mas por palavras minhas.

Cala-te e beija-me, é um romance que nos fala de um jovem do Porto que conhece na vida noturna, uma rapariga mais velha de Lisboa. Os dois apaixonam-se e vivem uma relação perfeito. No entanto, ele vai para a tropa e no fim, inscreve-se como capacete azul, como cozinheiro, numa missão de paz em Moçambique. Quando regressa, descobre que tem cancro e por um ato egoísta e por acreditar que era o melhor para ela, abandonou-a entrou numa vida de várias mulheres, com a esperança de encontrar uma nova Cláudia pelo meio. A juntar a isso tornou-se alcoólico e no dia que desperta para a realidade sobre a vida dele, tenta o suicídio. Tarde de mais para recuperar a Cláudia, já estava casa e com filhos, pelo que uma amiga dela disse. Depois de ela saber toda a verdade, sobre o que realmente aconteceu, acham ou não que ela ficou indiferente? Só vos posso dizer que o amor verdadeiro vence sempre, por mais voltas que a vida dê, não se esqueçam que o mundo gira num círculo vicioso.


Este livro fez-me chorar, por isso, se me tocou assim, é sinal que é muito bom. E se gostas de romances, acredita em mim, vais gostar deste. Já agora, dia 8 de julho pelas 16h, na casa Chiado Editora na Boavista, vai ser o lançamento do livro e por isso, é uma boa oportunidade de o comprares e de o autor o assinar, senão para ti, para oferecer. Fui convidada a ir pelo autor e acreditem que queria muito ir, mas como sabem, ando de cadeira de rodas e embora tenha um autocarro aqui que sai mesmo na Casa da Música, ele não é adaptado. E assim, não tenho como ir. Mas quem poder, vá!

Beijinho no coração, fiquem com Deus e bom S. João!

  • Share:

You Might Also Like

4 comentários

  1. Fiquei curiosa em relação aos batons da Cien e em relação ao livro!

    Beijinhos e bom S. João :)

    ResponderEliminar
  2. Olá, tudo bem?
    Não conhecia esses produtos, parece ser bem legais, o livro eu não conhecia.
    Brijos
    http://amandastale.blogspot.com

    ResponderEliminar
  3. Eu por acaso gostava bastante das toalhitas da Skino, confesso! O livro parece-me lindíssimo e é mesmo o meu tipo de leitura para a praia!

    THE PINK ELEPHANT SHOE

    ResponderEliminar
  4. Esse batom sendo da Cien ou não parece-me bom e o preço maravilhoso, adoro a cor! E este livro tem uma história linda...

    ResponderEliminar