Translate

segunda-feira, novembro 27, 2017

Cinema | Emoji: o filme; O início do massacre; Jason, o criador de brinquedos; O culto de Chucky


Tenho alguns filmes acumulados dos quais vos quero falar. Mas, como ainda são uma boa quantidade, resolvi reunir tudo num só post e falar-vos um pouco sobre cada um deles. Só não vou escrever, nem incluir, Annabelle 2, porque já o fiz aquando do top dos filmes de Halloween.


Emoji: o filme (The Emoji Movie)

Vocês sabem que o meu género preferido de filmes é terror, mas também gosto de outros géneros, como animação. Aliando esse facto, ao gostar de emojis, apesar de não ser das pessoas que mais os usa, tinha de ver este filme. Trata-se de um filme bem recente, que saiu em Julho de 2017, nos Estados Unidos da América. É um filme de Tony Leondis.

Este filme mostra-nos uma realidade muito atual, mais nos jovens, que é a utilização dos emojis nas SMS em troca de mensagens escritas. Passa-se dentro de uma aplicação de telemóvel de um adolescente. Os emojis, todos eles, têm vida, e mostram-nos a ganância, porque todos lutam para serem os escolhidos e irem parar á secção dos favoritos e, também nos mostram uma outra realidade, que é o não aceitar as diferenças do outro, porque todos procuramos a perfeição e ela não existe.

Se puderem, vejam!


O inicio do massacre (Leatherface)

Eu sei que a maioria não gosta de filmes d terror, e também este não aconselho a todos, porque há filmes de terror que até são leves, mas este é muito hardcore, só quem gostar mesmo de filmes de terror e não for tão sensível, é que aconselho a ver. 

É um filme recente, saiu em Setembro de 2017, na Rússia e é da direção de Alexandre Bustillo e Julien Maury. Para ser sincera, eu que sou uma grande fã de filmes de terror, como sabem, não gostei muito do filme. Ele começa com uma família que  todos são assassinos e que gostam de fazer as pessoas sofrerem até à morte. Até ao dia em que matam a filha do polícia e os filhos são retirados e colocados num sanatório.

Anos mais tarde, quando estes estão prestes a atingir a maioridade, há uma revolta dos pacientes, pois o diretor e outros funcionários torturam em segredo, para que estes em vez de melhoraram, piorarem. Então, eles conseguem fugir com uma enfermeira. E depois de tantos outros assassinatos cometidos para escaparem e outros não, acabam todos mortos menos o filho mais novo que volta para a família.

E o filme termina, dando a perceber que vai continuar. O que me faz não gostar dele, é o não ter uma história, pelo menos não se entende o porque de eles fazerem isto e também, não gosto pelo facto dos maus vencerem!


The ToyMaker

Antes de mais, devo dizer que vi este filme a semana passada, porque é muito recente, saiu a 21 de Agosto. Fiquei muito, muito empolgada quando vi a capa, porque está na categoria de terror e fala de bonecos assassinos. Mas este filme é uma autêntica desilusão.

Antes que pensem que é um filme de terror eu não vou ver, não gosto, eu digo que de terror ele não tem absolutamente nada. Até porque digo que uma criança com mais de oito anos, pode muito bem ver o filme porque não fica traumatizada com nada. Mas não aconselho ninguém a ver, não pela categoria, mas pela qualidade. Está mesmo muito mal feito e, o ator que dá vida à personagem Jason, é um ator novo e como a personagem é de um velho e nota-se imenso a maquilhagem e o cabelo falso. Mas vamos à história.

Começa muito bem, para um filme que a categoria seria ação, história, porque para um filme de terror não tem muito a ver, até parei várias vezes para ir ver se estava a ver o filme certo e pensei que tinham posto  o filme trocado. Mas ainda assim, é a melhor parte do filme. Passa-se na Alemanha em 1941, tempo de Nazi. Em que um homem que trabalhava para o Governo de Hitler descobre uns documentos e foge preparando-se para os divulgar, mas os nazis vão atrás dele para o matarem antes que seja divulgados. E esconde-se na casa de uma humilde família. Os nazis vasculham, mas não o encontram, por isso, o homem dá-lhe guarida.

Os nazis não satisfeitos, regressam e descobrem. Matam o tal homem e o casal, quando iam para matar a filha, já ela tinha fugido com o caderno, onde tinham os tais documentos. Bate à porta da loja de brinquedos, Jason abre, ela dá-lhe o caderno para as mãos, explica o que era e morre. O Jason serve-se do que está escrito nesse caderno para dar vida aos bonecos. Que tentam fazer mal à emprega e esta, gananciosa, vai aos nazis levar a informação que Jason é quem tem o caderno. A partir daí os nazis apanharam-no  e torturaram-no, mas são os bonecos que matam os bonecos, mas é tarde de mais, Jason morre devido aos ferimentos, mas os bonecos profetizam o caderno e devolvem-lhe a vida.

Este filme é da direção de Andrew Jones


O culto de Chucky (Cult of Chucky)

O Chucky dispensa apresentações! Todos nós, mesmo que não tenhamos visto nenhum filme, sabemos quem ele é. E o culto de Chucky, é o filme mais recente, saiu a 20 de Outubro de 2017! É da direção de Don Mancini e, honestamente, é um filme que já me cansa, porque já existe desde 1988, contando já com 7 filmes, dos quais já vi todos e o que me faz cansar, é que parece nunca ter fim, porque nunca acabam o Chucky, o que significa que esta saga continua. 

Esta história é passada num sanatório e claro, acaba com quase todas as personagens, ficando só a Nica, personagem principal além dele, que no fim, o espírito dele passa para o corpo da Nica, vai embora num carro com a mulher dele. O que, como disse, mostra que daqui a 3 ou 4 anos temos um novo filme.

Tenho mais alguns filmes para vos falar, mas por hoje fico com estes quatro, para que o post não fique gigante, apesar de já estar (risos). Gostam mais de um formato onde falo de vários filmes ou preferem post's individuais?

5 comentários:

  1. Ainda não vi nenhum desses :D

    ResponderEliminar
  2. Gosto deste formato, até porque acaba por dar para estabelecer uma certa comparação. E ficarmos a conhecer mais sugestões de uma só vez :)
    Confesso que não vi nenhum destes, mas também não fazem parte da minha lista

    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  3. Bom dia. Acho que eu devia de ir mais ao cinema. :)

    Hoje: [ Natureza Instigante, enamorada...]

    Bjos
    Uma boa Terça-Feira

    ResponderEliminar
  4. Muito curiosa com o primeiro filme. Beijinhos*

    ResponderEliminar
  5. É um maravilhoso filme, divertida e eu desfrutei muito. Não sou muito fã dos filmes de Columbia Pictures mas essa animação, que comecei a ver com baixas expectativas, é fantástica, um dos melhores em todos os aspectos pelos qual uma produção cinematográfica é avaliada. Acho que as imagens das animações são cada vez mais realistas e os personagens melhores caracterizados. Além, acho que a trama de Emoji O Filme esta bem feita, tem uma história que fala de amor, amizade, família, etc. de uma maneira muito original e divertida, é um dos melhores filmes animados não tem dúvida que o filme se tornara num clássico.

    ResponderEliminar