Translate

sexta-feira, janeiro 12, 2018

O que eu escrevi | Alzheimer no coração


Já não sei quem tu és. Já não me recordo o teu nome. Será que foi esse o nome que a tua mãe te deu, esse com que tu te apresentaste? De repente sinto-me perdida. Não encontro respostas para as minhas questões. Tu também não ajudas. Apenas acrescentas mais mentiras. E é isso que a nossa história é, uma mentira. Eu, que tanto acreditei em ti, que mais te apoiou, que nunca te soltou a mão e secou sempre as tuas lágrimas, fui a pessoa que mais pisaste e magoaste sem dó nem piedade. Tu, que eras a pessoa mais bonita do meu mundo, aquele por quem daria a minha vida sem pensar uma vez, quanto mais duas, hoje tornaste-te na última pessoa que quero ver na vida, nem mesmo no último suspiro. Neste momento tudo o que quero é que o meu coração sofra de alzheimer. Que apague as linhas desse teu rosto de menino inocente. Que se esqueça do teu nome e, que as lembranças do teu toque, do som da tua voz, do teu beijo e do teu perfume fiquem fechadas num baú de tesouros, que eu vou queimar e enterrar as cinzas onde nem eu me vou lembrar.

Daniela Silva
12 de Julho de 2016

6 comentários:

  1. Lindo texto. Uma doença do século.

    -
    Do Gil António, que se encontra doente, motivo porque não vos visita. Pedimos a compreensão: Hoje:- Luz no teu quarto ...Tentação do meu olhar
    .
    Bjos
    Resto de uma boa noite

    ResponderEliminar
  2. Por vezes, era mais fácil se conseguíssemos apagar toda a nossa história com aquela pessoa. Mas, mais tarde, quando as feridas saram, percebemos que também nos ajudou a crescer

    Gostei do texto!

    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  3. Com o tempo não se esquece, mas tudo melhora :) Se não te faz bem, esse "alzheimer" vai com certeza chegar ao coração.
    Muito muito obrigada pelo comentário!
    Beijinhos

    Automatic Destiny

    ResponderEliminar
  4. Bonito texto! Acho que todos nós já tivemos numa situação semelhante...

    http://ummarderecordacoes.blogs.sapo.pt

    ResponderEliminar
  5. Os discípulos perguntaram ao Mestre :
    Mestre, como devemos fazer para atingir a "sabedoria" ?
    - Boas escolhas !
    Mas, Mestre, como fazer boas escolhas?
    - Com a experiência !
    E como poderemos tornar-nos experientes ?
    - Com más escolhas !
    ...

    ResponderEliminar