Translate

quinta-feira, abril 26, 2018

Nos útimos dias...


Como já repararam, não escrevo por aqui à alguns dias. Tem acontecido um turbilhão de coisas boas na minha vida e uma menos boa. Mas vou explicar-vos, claro. Tragam as pipocas, porque este post é tipo um diário. Como vos disse várias vezes, o ano não começou bem para mim, e todos os dias era algo novo e mau na minha vida. Logo no primeiro dia faleceu uma amiga minha e a partir daí, começaram os problemas no grupo de jovens, porque antes do Natal, realizamos uma aula de zumba. Onde 50% dos ganhos seriam para a nossa viagem a Taizé e os restantes 50% seriam doados em cestas básicas às famílias carenciadas da paroquia. Porém, estávamos a uns dias do Natal, eram os últimos dias de aulas dos outros membros e depois havia alguns que iam passar o Natal fora, e a líder quis adiar a entrega para o início do ano e eu tudo bem, fiz um comunicado.

Quando começou o ano, falei que tínhamos isso para fazer, ao qual me disse que só queria entregar as cestas na Páscoa. Claro que fiquei chateada, já nos tínhamos comprometido com isso, feito o comunicado e tínhamos a ajuda de pessoas que estão envolvidas em ações de solidariedade, não queria manchar o nome de quem nos ajudou. Como eu queria que cumpríssemos a palavra e ela outra, achei que devia ser decidido entre todos, já que éramos um grupo. E como quem esteve optou por cumprir a palavra, ela decidiu ir ter com o Padre a chorar, que eu queria mandar e que ia sair. Quando não foi nada disso, mas ok. Como mais velha, quis ajudar a levar o grupo para a frente até termos um novo líder, mas houve uma menina que já soube que é uma pequena víbora e sabe muito bem fazer papel de coitadinha, foi dizer ao Padre tudo de mau sobre mim e este claro, acreditou. E por isso deixei o grupo.


Foi no início do ano que terminei a relação com o João, porque descobri que tudo era mentira, não se estava a divorciar coisa nenhuma, a profissão e tudo era mentira. Claro que falei com ela, mas ele inventou que eu é que confundi tudo e que era uma farsa por causa dos meus amigos no face. Se fosse isso, porque no chat, no blog ou por mail? Mas ela acreditou nele, paciência e ainda bem para eles!

Outra dor de cabeça, foram os dentes. Comecei o ano com uma infeção numa raiz, a meio de Janeiro fui tirar e passado uns dias, saiu a massa de outro dente e lá vieram as dores de novo. Fui tratar em Fevereiro e depois fiquem sem cadeira uns dias. No início do Março começou a doer outro, mas tomei antibiótico e passou. Na última semana fui ao dentista e comecei a primeira desvitalização, mas dias depois tive dores muito fortes, inchou-me a cara, nem comi na Páscoa e etc. Na segunda-feira de Páscoa comecei outro antibiótico e assim que o terminei, fui lá. Descobri que à uns anos, noutra clínica, só para "comerem" dinheiro, abriram o dente à toa como para desvitalizar e voltaram a tapar com massa definitiva, segundo o meu dentista não deviam ter feito isso, por isso fiz reação e criou obsesso.  Voltou a limpar e três dias depois, voltou a limpar. Como não voltei a reagir, esta segunda-feira fiz outra desvitalização e esta segunda, dia 30 irei fazer a última seção.


Foram acontecendo outras coisas, mas sempre disse que quando mais sofremos num determinado tempo, mais feliz somos a seguir. E eis que a felicidade chegou até mim, encontri o Ricardo e, na segunda-feira o meu irnão fez anos e como normalmente comemoramos o nosso aniversário juntos, fizeram-nos uma festa cheia de algumas pessoas muito importantes para nós, incluindo o meu Ricardo. E ontem, feriado, foi dia de ele vir cá almoçar e tivemos uma tarde de cinema. Por isso, tenho estado mais ausentes, para como veem, por bons motivos. 

2 comentários:

  1. A vida é assim por isso aproveite o que de bom a vida lhe oferece!!! bj

    ResponderEliminar
  2. Legal o seu resumo diário.
    Aproveite o final de semana!

    Jovem Jornalista
    Fanpage
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderEliminar

Disqus Shortname

@Way2themes

Follow Me