Translate

segunda-feira, julho 16, 2018

Amor pelos animais de estimação

Desde que me lembro de mim, adoro animais. Sejam eles quais forem, exceto cobras, ratos, aranhas, centopeias, sardaniscas, esses bicharocos que a maioria da população detesta. Mas cães, gatos, hamester, macacos e etc, eu gosto. E sou uma pessoa que põe a mão em todos, sem medo e mesmo que não os conheça,  também sou um tipo de pessoa que fala com eles, pois acredito que eles entendem.

Se alguma vez correu mal por a mão neles? Não, tirando duas vezes, mas nem foi nada de grave. Uma, eu tinha 4 anos e tínhamos ido buscar a minha mãe ao trabalho, sai do carro e estava um rafeiro abandonado ou perdido, não sei, só sei que ele estava com medo. Fui por a mão e como ele estava com medo, a reação foi morder-me o dedo. Mas não fez qualquer ferimento. A outra, tenho um vizinho que tem alguns cães e na altura ele tinha dois Serra da Estrela que eram agressivos. Certo dia quando regressava da escola, entrei na minha rua e tinham o portão todo aberto e o filho do vizinho, estava na rua à volta do jipe. O cão, assim que me viu, correu na minha direção, atirou-me ao chão, mas não me ferrou, o dono tirou logo.



Já tive alguns animais: um gato chamado Pumpum, outro gato chamado Tico que depois descobri que afinal era uma gata. Tive o Bolinhas, um cão abandonado de porte médio, com pelo preto e encaracolado, que tinha sido abandonado e como o alimentei e dei festas, não me largou mais. Então os meus pais deixaram-me ficar com ele, mas só fiquei o fim de semana, pois na segunda foi atrás de mim para a escola, morreu atropelado. Tive uma cadela raçada de Caniche, a Fofinha, mas roubaram-me. Tive piriquitos, canários, um corvo, tive peixes, tive duas tartarugas grandes, a Tom e a Jerry. Tive uma cadela preta, raçada de Lavrador, preta a Luna, que depois de ser castrada roubaram-me. E em 2009, os meus pais deram-me de prenda de Natal o Niko. Pelo meio, tive a Maria, uma gata abandonada que morreu atropelada. E tenho um casal de piriquitos, a Princesa e o Porto.

Por muito que goste de pássaros, vocês entendem que não é o mesmo que por um cão, ou gato. Tenho o Niko há quase 9 anos, é um amor incondicional, tanto dele por nós, como nós por ele. São milhares de momentos felizes, de memórias, de sorrisos, de lágrimas de alegria. O Niko não é só um cão, o Niko é um membro da família e quando falo na minha família, ele está sempre, mas mesmo sempre englobado. É um enorme privilégio poder amar um animal, mas é igualmente um privilégio ser amada por um animal. Porque quando olho nos olhos dele, leio: AMO-TE!

5 comentários:

  1. Temos quatro cães connosco que dizemos que é a nossa família de quatro atas. Acho que só quem tem ou teve animais percebe o amor que lhe ganhamos. É que eles só nos dão amor. Eles fazem-nos companhia. Eles demonstram alegria quando lhe damos atenção e até mesmo quando estamos mais distraídos eles tem sempre um rabo a dar a dar de felicidade de nos ver.
    https://jusajublog.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  2. Adoro animais mais sou alérgica ao pêlo ;))


    Poema do Gil António que, está quase de regresso das suas merecidas férias. Esperamos que entendam. Obrigada. :))

    Hoje:- Dentro do meu coração

    Bjos
    Votos de uma óptima noite.

    ResponderEliminar
  3. Os animais enchem a nossa casa e a nossa vida! Já tive cães e, agora, tenho dois gatos, que fazem completamente o meu dia *-*

    ResponderEliminar
  4. Eu não tenho animais de estimação mais acho os mesmos muito fofinhos.

    www.paginasempreto.blogspot.com.br

    Beijos

    ResponderEliminar
  5. Sobre os produtos da Novex,segue abaixo o link mostrando os produtos indicados para cabelos oleosos:
    https://www.embelleze.com/cuidado-com-os-cabelos/hidratacao/cabelos-oleosos

    www.paginasempreto.blogspot.com.br

    Beijos

    ResponderEliminar